Sobre o Autor

Minha foto
Apaixonado pela área contábil! - Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade de Passo Fundo - RS - Especialista em Engenharia de Produção Universidade de Passo Fundo -RS - Mestre em Ciências Contábeis pela Unisinos - RS - Professor de Contabilidade da Universidade de Passo Fundo - Coordenador do Curso de Gestão Comercial da Universidade de Passo Fundo - Autor de inúmeros Artigos em revistas nacionais - Autor de livros de Contabilidade para EAD

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

E-SOCIAL PARA 2018.... E AGORA?

Olá amigos!

Hoje retomo um tema muito importante, este será o ano do e-social, depois de tantas mudanças no cronograma, agora é para valer. O início deste ano (2018) será destinado as maiores empresas, com faturamento anual acima de 78 milhões, mas a grande maioria entra efetivamente nesta jogada em julho deste ano.
A implantação ocorre em fases, veja:
Fase 1: Julho/18 - Apenas informações relativas às empresas, ou seja, cadastros do empregador e tabelas
Fase 2: Set/18: Nesta fase, empresas passam a ser obrigadas a enviar informações relativas aos trabalhadores e seus vínculos com as empresas (eventos não periódicos), como admissões, afastamentos e desligamentos
Fase 3: Nov/18: Torna-se obrigatório o envio das folhas de pagamento
Fase 4: Janeiro/19: Substituição da GFIP (Guia de informações à Previdência Social) e compensação cruzada
Fase 5: Janeiro/19: Na última fase, deverão ser enviados os dados de segurança e saúde do trabalhador

         Professor eu já sei toda história do e-social, mas quero saber se a minha empresa está preparada para esta mudança, como saber?
         O e-social não é uma legislação específica, apenas irá forçar algumas empresas ou escritórios de contabilidade a se adequarem as normas já existentes.
         Mas antes de entrar neste assunto eu tenho a dizer que todos os funcionários devem estar com os seus cadastros em dia e qualquer problema devem ser direcionados para os órgãos competentes.
         Como eu sei se os meus trabalhadores estão corretos?
         Acessando este site:
         Após clicar em CONSULTA ON LINE.
         O programa permite até 10 consultas simultâneas, verificando o CPF e o NIS (número de identificação social) do funcionário.
         Ok, já fiz isto professor, todos os funcionários estão em dia e agora o que devo fazer?
         Vou listar o que considero mais importante:
         1- Férias programadas por um período de tempo, eu gosto de pensar em no mínimo 2 anos.
              2 - Aviso de férias 30 dias antes, pagamento 2 dias úteis antes.
              3 - Excluir da lista aquela história de fazer algo retroativo... sem chances!
              4 - Ter os laudos médicos em dia e codificados conforme o layout exigido
        5- Fazer um levantamento dos processos administrativos e judiciais e por codificação.
         6 - Listar os trabalhadores temporários, bem como o CNPJ e demais dados pertinentes. Perceba que qualquer um que preste serviço a empresa precisará ser constado no e-social, qualquer um...
         7 - Transexuais e travestis: incluir na plataforma informações sobre o NOME SOCIAL, trata-se de um nome usado por transexuais diferente daquele que consta nos registros.

         Citei alguns pontos que considero relevantes para se preparar para o e-social. Qualquer novidade volto ao assunto.


         Abraço

         


Nenhum comentário:

Postar um comentário