Sobre o Autor

Apaixonado pela área contábil! - Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade de Passo Fundo - RS - Especialista em Engenharia de Produção Universidade de Passo Fundo -RS - Mestre em Ciências Contábeis pela Unisinos - RS - Professor de Contabilidade da Universidade de Passo Fundo - Instrutor de cursos da LEFISC - Autor de livros de Contabilidade para EAD. Dúvidas, me enviem um e-mail: rafael@egmconsultoriacontabil.com.br

terça-feira, 4 de abril de 2017

Questão 7 do Exame de Suficiência 2017.1

Olá pessoal!
Mesmo tendo a opinião de que a prova estava muito bem elabora, gostei demais... a questão 7, que a princípio eu também marquei como sendo a LETRA C, com uma analise mais profunda percebo que não temos nenhuma alternativa com todas as contas de NATUREZA CREDORA.

As contas do ATIVO são de NATUREZA DEVEDORA mas nem todas são de saldo DEVEDOR. As contas do PASSIVO são de NATUREZA CREDORA, mas nem todas tem saldo CREDOR, por isto que temos contas de NATUREZA DEVEDORA, como é o exemplo da Depreciação Acumulada, mas de saldo CREDOR.

A questão traz as seguintes contas patrimoniais e pede para identificar apenas as contas patrimoniais de NATUREZA credora:

Percebam que há contas só com SALDO CREDOR, a LETRA C mas não há somente com NATUREZA CREDORA, devido ao fato de ter a depreciação acumulada.

Isto é reforçado por Ciro Bachtold, encontrado em pdf no seguinte endereço:

 http://redeetec.mec.gov.br/images/stories/pdf/proeja/contabil_basica.pdf



Também compartilhando de que as contas do ATIVO são de NATUREZA DEVEDORA e as contas do PASSIVO são de NATUREZA CREDORA.

Acredito que a banca poderia ter resolvido o problema colocado ao invés de natureza, SALDO.

Vamos esperar o posicionamento final da banca.


Abraço

Professor João Rafael

Nenhum comentário:

Postar um comentário