Sobre o Autor

Minha foto
Apaixonado pela área contábil! - Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade de Passo Fundo - RS - Especialista em Engenharia de Produção Universidade de Passo Fundo -RS - Mestre em Ciências Contábeis pela Unisinos - RS - Professor de Contabilidade da Universidade de Passo Fundo - Coordenador do Curso de Gestão Comercial da Universidade de Passo Fundo - Autor de inúmeros Artigos em revistas nacionais - Autor de livros de Contabilidade para EAD

sexta-feira, 16 de junho de 2017

PROFESSOR RESPONDE - Parte 2

Olá!
Hoje no PROFESSOR RESPONDE vou comentar a pergunta da Solene Ojeda sobre o MÉTODO DE CUSTEIO POR ABSORÇÃO, veja o questionamento:

Uma empresa que utiliza o método de custeio de absorção para a apuração dos custos dos produtos fabricou, em determinado período, 50.000 unidades de um dos produtos de sua linha, com custo total de produção de R$ 1.000.000,00 e custo unitário variável de R$ 8,00. A empresa estima que, para o próximo período, haverá aumento na produção de 20% do referido produto, mantida a estrutura atual de custos, sem necessidade de modificação da capacidade de produção já instalada.
Utilize quadros para organizar a formação dos custos e somente depois faça a sua projeção, lembre-se de utilizar os conceitos de custos fixos e variáveis nessa projeção. Nessa situação, dado o novo volume de produção, o custo unitário de produção e mantido o método de custeio por absorção, o custo unitário dessa projeção será de:

Questão bem tranquila,  MAS esta é uma questão que trata do MÉTODO DE CUSTEIO VARIÁVEL, onde há segregação dos GASTOS FIXOS dos VARIÁVEIS.
Mas vamos resolver a questão, o avaliador  quer saber o seguinte: uma empresa tem um total de custos fixos e variáveis (1.000.000) e em determinado momento aumenta a produção em 20%, mas sem aumentar a estrutura fixa da empresa, isto significa que a empresa estava operando abaixo de sua capacidade.
Pois bem, a empresa aumentando a produção sem mexer na estrutura fixa significa que apenas os CUSTOS VARIÁVEIS aumentarão, os CUSTOS FIXOS não.

Situação atual
CUSTO VARIÁVEL  R$     400.000,00
CUSTO FIXO  R$     600.000,00
CUSTO TOTAL  R$  1.000.000,00
Custo unitário  R$             20,00
A questão traz que a empresa tem 1.000.000,00 de custos totais, mas que os variáveis unitários são de 8,00, portanto 8 x 50.000 unidades, temos um custo variável de 400.000,00. A diferença é composta de custos fixos.

Portanto o custo por unidade é de 20,00. Agora como fica com o aumento de 20% da produção? Lembrando que apenas os CUSTOS VARIÁVEIS serão alterados?

Aumento na produção
Produção 60000 unidades
CUSTO VARIÁVEL  R$     480.000,00
CUSTO FIXO  R$     600.000,00
CUSTO TOTAL  R$  1.080.000,00
Custo unitário  R$             18,00
Percebam que os CUSTOS VARIÁVEIS passaram de 400.000,00 para 480.000,00 e os fixos permaneceram inalterados, devido a não alteração na capacidade produtiva da empresa.

Portanto o novo custo unitário caiu de 20,00 para 18,00.

Como o tema é de CUSTEIO VARIÁVEL vou deixar um tema de casa para ver se vocês sabem identificar os componentes da ANÁLISE CUSTO VOLUME E LUCRO, que é originada do MÉTODO VARIÁVEL.

Resposta no próximo post...



Visitem meu site, tem material gratuito e curso preparatório para EXAME DE SUFICIÊNCIA EM CONTABILIDADE.



Abraço

Professor João Rafael

4 comentários:

  1. Bom Dia, Uma dúvida Prof. a questão fala q o custo variável unitário é de R$8,00 e como como ficou na montagem por R$20,00? q caiu depois pra R$18,00??
    Se puder me responder agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá... o Custo Variável unitário é 8,00 e somado ao custo fixo unitário ficou em 20,00, após... o custo unitário variável continuou 8,00, mas somado ao custo fixo unitário baixou para 18,00, isto deve-se ao fato de que, quando aumentamos a produção sem alterar a estrutura fixa, o custo fixo unitário é reduzido, em consequência o custo unitário total também.

      Espero ter ajudado...Abraço

      Excluir
  2. 50.000 unidades + 20% = 60.000 unidades
    (50.000 x 1,20)

    60.000 unidades X 8,00 (custo variável unitário) = 480.000,00 de Custo Variável Total


    Custo Variável Total de 480.000 + Custo Fixo Total de 1.000.000,00 = CUSTO TOTAL DE PRODUÇÃO NO VALOR DE 1.480.000,00

    Custo Total de 1.480.000,00 dividido por 60.000 unidades produzidas = 24,66 de custo unitário

    O enunciado diz que houve um aumento de 20%......
    Para calcular esse aumento você multiplica por 1,20

    20% de 50.000 = 10.000

    então os 50.000 com aumento de 20% vai dar 60.000

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elen!
      Toda vez que quisermos aumentar por exemplo 10% um item, basta multiplicarmos por 1,10 onde o 1 representa o 100% e 0,10 representa os 10%.

      Em relação ao custo, veja que 1.000.000,00 é o CUSTO TOTAL DE PRODUÇÃO, portanto é composto do FIXO mais o VARIÁVEL. Variável somou 400.000,00, portanto o fixo ficou em 600.000,00.
      Tens que atentar muito para as nomenclaturas, para não incorrer em erro.

      Abraço

      João Rafael


      Excluir