Sobre o Autor

Apaixonado pela área contábil! - Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade de Passo Fundo - RS - Especialista em Engenharia de Produção Universidade de Passo Fundo -RS - Mestre em Ciências Contábeis pela Unisinos - RS - Professor de Contabilidade da Universidade de Passo Fundo - Instrutor de cursos da LEFISC - Autor de livros de Contabilidade para EAD. Dúvidas, me enviem um e-mail: rafael@egmconsultoriacontabil.com.br

domingo, 16 de junho de 2013

Lançamento de desconto de títulos


Olá amigos!

Hoje vou conversar com vocês sobre a contabilização no desconto de títulos, muito comum entre as empresas e as vezes contabilizado de forma incompleta. 

Digamos que uma empresa desconte o total de R$ 20.000,00 em títulos (Duplicatas a Receber) em uma Instituição Financeira, sendo cobrado 1% ao mês de forma antecipada. Este valor de desconto eram provenientes de três clientes:

CLIENTE
VALOR
VENCIMENTO
CLIENTE A
R$ 7.000,00
1 mês
CLIENTE B
R$ 7.000,00
2 meses
CLIENTE C
R$ 6.000,00
3 meses

 O primeiro cálculo a ser feito é identificar a despesa bancária paga no momento da liberação do valor, para isto elaboramos mais uma tabela.
 
CLIENTE
VALOR
1º mês
2º mês
3º mês
CLIENTE A
R$ 7.000,00
R$ 70,00
 
 
CLIENTE B
R$ 7.000,00
R$ 70.00
R$ 70,00
 
CLIENTE C
R$ 6.000,00
R$ 60,00
R$ 60,00
R$ 60,00
TOTAL
R$ 20.000,00
R$ 200,00
R$ 130,00
R$ 60,00
A contabilização no instante da liberação pela Instituição financeira será assim:
D: INSTITUIÇÃO FINANCEIRA (AC)                                                         R$ 19.610,00
D: ENCARGOS FINANCEIRO A VENCER (AC)                                       R$      390,00
C: DUPLICATAS DESCONTADAS (PC)                                                     R$ 20.00,00
Desta forma, contabilizamos o valor que efetivamente entrou na conta da empresa e também contabilizamos os encargos financeiros, cobrados pela instituição no instante da liberação do valor. Estes encargos são alocados no Ativo Circulante e serão revertidos para despesas financeiras conforme for ocorrendo.
 
A contabilização mensal a ser feita é:
PRIMEIRO MÊS:
D: DESPESAS FINANCEIRAS                                                  R$ 200,00
C: ENCARGOS FINANCEIROS A VENCER                           R$ 200,00
 
D: DUPLICATAS DESCONTADAS (PC)                                 R$ 7.000,00
C: CLIENTE A                                                                            R$ 7.000,00
 
 
SEGUNDO MÊS
D: DESPESAS FINANCEIRAS                                                  R$ 130,00
C: ENCARGOS FINANCEIROS A VENCER                           R$ 130,00
 
D: DUPLICATAS DESCONTADAS (PC)                                 R$ 7.000,00
C: CLIENTE B                                                                            R$ 7.000,00
 
TERCEIRO MÊS
D: DESPESAS FINANCEIRAS                                                  R$  60,00
C: ENCARGOS FINANCEIROS A VENCER                           R$  60,00
 
D: DUPLICATAS DESCONTADAS (PC)                                 R$ 6.000,00
C: CLIENTE C                                                                             R$ 6.000,00
 
 Desta forma a contabilização estaria completa, mas caso algum Cliente não efetue o pagamento, a Instituição Financeira cobrará o valor da empresa, utilizaremos como exemplo o CLIENTE C, que por algum motivo não efetuou o pagamento na data estipulada, então a Instituição mandou o aviso e a empresa efetuou o seguinte lançamento.
 
D: CLIENTE C                                                                             R$ 6.000,00
C: INSTITUIÇÃO FINANCEIRA                                               R$ 6.000,00
 Com esta contabilização, o valor do CLIENTE C que havia sido baixado como pago, voltou para o Balanço Patrimonial e a contrapartida a empresa necessitou baixar este valor da Instituição Financeira que efetuou a operação, portanto se determinado CLIENTE não efetuar o pagamento a empresa arcará com o valor e a contabilidade deverá efetuar o lançamento...
 
 
Abraço a todos

Nenhum comentário:

Postar um comentário