Sobre o Autor

Minha foto
Apaixonado pela área contábil! - Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade de Passo Fundo - RS - Especialista em Engenharia de Produção Universidade de Passo Fundo -RS - Mestre em Ciências Contábeis pela Unisinos - RS - Professor de Contabilidade da Universidade de Passo Fundo - Coordenador do Curso de Gestão Comercial da Universidade de Passo Fundo - Autor de inúmeros Artigos em revistas nacionais - Autor de livros de Contabilidade para EAD

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Impostos a Recuperar - PIS e COFINS


Olá!
Olá!
Após mais de 500 contatos sobre impostos a recuperar, vou conversar com vocês sobre a contabilização dos impostos na entrada e na saída, e hoje falo sobre o PIS e COFINS...

Digamos que a nossa empresa fictícia seja tributada pelo Lucro Real. Em determinado momento ela recebe vários produtos e surge a primeira dúvida... Vou me apropriar do PIS e COFINS ou não?

Uma dica, em se tratando de PIS e COFINS é consultar a tabela para ver o enquadramento da CST do NCM do produto.

Por exemplo, se um produto tiver a CST de entrada 50, quer dizer que podemos nos apropriar de 1,65% de PIS e 7,6% de COFINS... este produto na venda terá Operação Tributável com Alíquota Básica, CST 01, também tributando PIS e COFINS conforme percentual já apresentado...

Se um produto for enquadrado com a CST de entrada 73 significa que é uma Operação de Aquisição com Alíquota Zero... ou seja, não poderá haver apropriação de imposto na entrada... e consequentemente nem na saída...

 

Para consultar a tabela de CST consulte o site da www.receita.fazenda.gov.br.

 

Abraço a todos...

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário