Sobre o Autor

Apaixonado pela área contábil! - Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade de Passo Fundo - RS - Especialista em Engenharia de Produção Universidade de Passo Fundo -RS - Mestre em Ciências Contábeis pela Unisinos - RS - Professor de Contabilidade da Universidade de Passo Fundo - Instrutor de cursos da LEFISC - Autor de livros de Contabilidade para EAD. Dúvidas, me enviem um e-mail: rafael@egmconsultoriacontabil.com.br

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

CESPE/TJ-AL/Analista Contabilidade/2012

Olá!
Hoje trago a vocês uma questão sobre Análise Custo, Volume e Lucro, vamos a ela:

(CESPE/TJ-AL/Analista Contabilidade/2012) Em relação aos custos para a tomada de decisões empresariais, assinale a opção correta.             
A) Na análise de custo-volume-lucro, o ponto de equilíbrio é aquele em que as receitas operacionais equivalem aos custos e despesas variáveis. 
B) A relação custo-volume-lucro é útil para a tomada de decisões de planejamento do nível de produção e de venda, podendo ser aplicada, sem dificuldade e sem limitações, em atividade de produção de itens diversificados.
C) O custo fixo por unidade produzida não varia em função da quantidade total de produção.
D) Além dos custos fixos e variáveis, existem os custos semi variáveis, como, por exemplo, o aluguel de um galpão industrial.
E) O valor total dos custos e despesas variáveis (CDVs) varia proporcionalmente à quantidade de unidades do produto fabricado. Contudo, os CDVs por unidade de produto fabricado são fixos.

Vamos de imediato para a resolução a avaliação das questões:

A) Na análise de custo-volume-lucro, o ponto de equilíbrio é aquele em que as receitas operacionais equivalem aos custos e despesas variáveis. 
Não é bem assim, veja que o conceito de PONTO DE EQUILÍBRIO é quando as RECEITAS atingem os CUSTOS + DESPESAS, ou seja, não apenas os VARIÁVEIS.
ERRADA.


B) A relação custo-volume-lucro é útil para a tomada de decisões de planejamento do nível de produção e de venda, podendo ser aplicada, sem dificuldade e sem limitações, em atividade de produção de itens diversificados.

Também não é bem assim. Eu sei que a questão começou toda certinha, dizendo que a Análise CVL é útil para a tomada de decisões de planejamento do nível de produção e de venda, MAS a parte final que afirma que pode ser aplicada sem dificuldades e sem limitações não está correta. Um exemplo disto é o PONTO DE EQUILÍBRIO, que não é viável quando há múltiplos produtos, devido ao fato do seu NUMERADOR ter os GASTOS FIXOS, que são comuns a vários produtos.
ERRADO.


C) O custo fixo por unidade produzida não varia em função da quantidade total de produção.
Não. Para gravar.
CUSTO FIXO por unidade é VARIÁVEL.
CUSTO VARIÁVEL por unidade (tende a ser) é FIXO.
ERRADO.


D) Além dos custos fixos e variáveis, existem os custos semi variáveis, como, por exemplo, o aluguel de um galpão industrial.
Aluguel semi variável? Não, este tipo de gasto é CUSTO FIXO. Um exemplo de um custo semi variável (parte fixa e parte variável) é a ENERGIA ELÉTRICA, que até a tarifa é fixa e após passa a ser variável.
ERRADO.


E) O valor total dos custos e despesas variáveis (CDVs) varia proporcionalmente à quantidade de unidades do produto fabricado. Contudo, os CDVs por unidade de produto fabricado são fixos. 
Olhem o que eu escrevi no item C:
CUSTO FIXO por unidade é VARIÁVEL.
CUSTO VARIÁVEL por unidade (tende a ser) é FIXO.
CORRETO.


CORRETO LETRA E


Nenhum comentário:

Postar um comentário