Sobre o Autor

Apaixonado pela área contábil! - Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade de Passo Fundo - RS - Especialista em Engenharia de Produção Universidade de Passo Fundo -RS - Mestre em Ciências Contábeis pela Unisinos - RS - Professor de Contabilidade da Universidade de Passo Fundo - Instrutor de cursos da LEFISC - Autor de livros de Contabilidade para EAD. Dúvidas, me enviem um e-mail: rafael@egmconsultoriacontabil.com.br

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Demonstração do Resultado Abrangente

Oi Pessoal!
Estou trazendo um tema importante dentro da Contabilidade, trata-se da Demonstração do Resultado Abrangente, presente no CPC 26.
Mas o que vem a ser a DRA?
Trata-se da evidenciação dos OUTROS RESULTADOS ABRANGENTES.
E o que é os OUTROS RESULTADOS ABRANGENTES?
Neles são inclusos as mudanças (mutações) no PL que não representam receitas e despesas realizadas, ou seja, não estão apresentadas no DRE.
         Segundo o CPC 26, os componentes dos outros resultados abrangentes incluem:
a) variações na reserva de reavaliação, quando permitidas legalmente (ver Pronunciamentos Técnicos CPC 27 Ativo Imobilizado e CPC 04 Ativo Intangível);
(b) ganhos e perdas atuariais em planos de pensão com benefício definido
reconhecidos conforme item 93A do Pronunciamento Técnico CPC 33
Benefícios a Empregados;
(c) ganhos e perdas derivados de conversão de demonstrações contábeis de
operações no exterior (ver Pronunciamento Técnico CPC 02 Efeitos das
Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis);
(d) ganhos e perdas na remensuração de ativos financeiros disponíveis para
venda (ver Pronunciamento Técnico CPC 38 Instrumentos Financeiros:
Reconhecimento e Mensuração);
(e) parcela efetiva de ganhos ou perdas advindos de instrumentos de hedge em operação de hedge de fluxo de caixa (ver Pronunciamento Técnico CPC 38).
           
            O CPC 26 também apresenta exemplos de informações que estão contidas na DRA:
         - Ajustes de instrumentos financeiros
         - Tributos sobre ajustes de instrumentos financeiros
         - Equivalência patrimonial sobre ganhos abrangentes de coligadas
         - Ajustes de conversão do período
         - Tributos sobre ajustes de conversão do período
         - Realização da Reserva de Reavaliação

         Peço que leiam o CPC 26 para entenderem melhor esta Demonstração Contábil.

         Nas próximas postagens trarei um exemplo prático de DRA.


         Visitem meu site, tem material gratuito e curso preparatório para EXAME DE SUFICIÊNCIA EM CONTABILIDADE.



Abraço

Professor João Rafael



Nenhum comentário:

Postar um comentário